Edital da prefeitura previa 40h

Nesta terça-feira, 9, cuidadores das escolas de Boa Vista deflagraram greve reivindicando, dentre outros, a diminuição da carga horária de 40h para 30h semanais. Acontece que, no edital de abertura do certame, estavam previstas 40h a serem trabalhadas. Normalmente, a partir do momento em que é efetivada a inscrição, automaticamente aceita-se as condições pré-estabelecidas em edital.

Ao todo, do último concurso promovido pela Prefeitura de Boa Vista em outubro de 2018, já foram empossados 469 cuidadores, saltando de 93 para 562 em toda a rede municipal de Educação. Estes servidores, além de efetivos, logo terão estabilidade no serviço público.

De acordo com a prefeita Teresa Surita, que se pronunciou na sua conta do twitter, quem fez o concurso sabia que eram previstas 40h semanais. “Para reduzir a carga horária, precisaríamos de mais cuidadores. E isso significa mais recursos. E nada pode ser feito de maneira irresponsável”, escreveu.

“Se o edital previa 40h, é preciso que quem presta concurso entenda a responsabilidade e a importância da sua função. Estou atenta às reivindicações e sei da necessidade de oferecer o melhor para os alunos e para os servidores. É preciso verificar quando o movimento é legítimo e quando é político”, reforçou Teresa.

A prefeita destacou ainda a possibilidade de o movimento ser político. “Outra coisa importante. Peço aos pais e aos cuidadores que não se permitam serem usados por pessoas que já visam as eleições do ano que vem. Estou atenta às reivindicações e o que puder ser melhorado, será”, garantiu.

Internautas e pais de alunos repudiam atitudes de cuidadores nas redes sociais

Vários internautas se pronunciaram nas redes sociais, criticando a atitude dos concursados em reivindicarem redução de carga horária menor do que estava no edital.

Veja o que disseram:

“Tava no edital a carga horária. Me chama Teresa Surita, estou na lista de espera”.

“O edital estava bem explicativo, me chama que eu vou”.

“Na boa, fizeram sabendo o que estava no edital”.

“Não quer, tem quem queira”.

“Tem muita gente esperando para trabalhar”.

“Eu sabia que isso iria acontecer… bastou tomarem posse para fazerem greve”.

Outra internauta escreveu. “Prefeita, a senhora já pode cancelar esse concurso para cuidador das Casas Mães e colocar as seletivadas novamente, pois elas sim querem trabalhar. Enquanto as concursadas que leram, assinaram e concordaram com tudo o que estava no edital e agora com menos de um mês de trabalho fazem paralisação do nada…. quando vamos fazer um concurso, temos a obrigação de ler o edital, principalmente a parte que fala do salário para que estejamos cientes de tudo do certame. Aí com pouco tempo de trabalho, as concursadas já fazem paralisação sem se importar com nada nem com ninguém”, escreveu.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here