Em 2021, Telmário gastou R$ 333 mil do cotão; aluguel de caminhonete custou R$ 144 mil

A despesa mais elevada foi referente às atividades de locomoção, hospedagem, alimentação e combustíveis, o qual foram comprometidos R$ 148.670,58 - Foto: Agência Senado

O senador Telmário Mota (PROS), que deve tentar a reeleição em 2022, foi o campeão de gastos entre os representantes de Roraima no Senado Federal no primeiro semestre desse ano. O político usou R$ 333.040,97 da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar, o famoso ‘cotão’, com serviços de aluguel de imóveis, propaganda, transporte, hospedagem, passagens e outros.

A informação consta no Portal da Transparência do Senado Federal. A reportagem fez o levantamento nesta sexta-feira, 17. A despesa mais elevada foi referente às atividades de locomoção, hospedagem, alimentação e combustíveis, o qual foram comprometidos R$ 148.670,58. Em maio, foram desembolsados R$ 24.011,66, em março R$ 23.269,28, em janeiro R$ 23.034,79 e em abril R$ 22.942,00.

O site mostra que mais de R$ 25 mil foram depositados à empresa roraimense Kotinski e Cia Ltda, que tem como atividade econômica principal, o comércio varejista de combustíveis para veículos automotores, e capital social de R$ 1.050.000,00. A publicação também revela que mais de R$ 800 foram usados em uma churrascaria localizada na zona nobre de Boa Vista.

Aluguel carro

Do valor total de gastos em oito meses, R$ 144 mil está relacionado ao aluguel de um veículo em nome de uma pessoa física chamada Daura de Oliveira Paiva. A cada 30 dias é realizado o depósito de R$ 18 mil pelo serviço. O montante destinado corresponde a mais de 90% da quantidade desembolsada para quatro serviços distintos.

Mais gastos

Há ainda despesas com divulgação da atividade parlamentar, sendo um total de R$ 99.437,60. Janeiro foi o mês que mais teve gasto expressivo, R$ 28.300,00, seguido por agosto, com R$ 23.957,60, sendo mais de R$ 14 mil para uma emissora de televisão local, com sede no Amazonas, e março R$ 19.380,00, sendo R$ 10 mil destinados a mesma emissora, a qual recebeu um montante de R$ 24.737,60.

Com passagens aéreas, aquáticas e terrestres nacionais, Telmário Mota desembolsou do ‘cotão’ R$ 48.681,89. Junho e julho foram os meses que ele mais gastou, os dois juntos somam a quantia de R$ 17.603,02. A publicação revela que todos os bilhetes foram comprados na empresa Continental Viagens.

Já com aluguel de imóveis para escritório político, ele deu uma despesa de R$ 34.488,06 aos cofres públicos. Os meses de março e abril registraram R$ 4.733,48 e R$ 4.927,33, respectivamente. Quanto à aquisição de material de consumo, o senador de Roraima usou R$ 1.762,84 da cota parlamentar.

Informações: Portal O Poder