Graças à gestão eficiente, o Pressem estima pelo cálculo atuarial que até 2049 hajam recursos necessários para atender aposentados e pensionistas do município (Foto: Fernando Teixeira)

A atual gestão da Prefeitura de Boa Vista tem por missão cuidar das pessoas, desde a Primeira Infância até a melhor idade. E se tratando daqueles que encerram a carreira de trabalho após anos de prestação de serviços ao município, isso fica ainda mais evidente.

Para se ter uma ideia, o Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores do Município (Pressem), administrado pela Prefeitura de Boa Vista, tem recursos garantidos até, no mínimo, 2049, tudo graças ao planejamento, respeito e compromisso com os recursos de quem já contribuiu por anos com o desenvolvimento de Boa Vista.

Até agosto deste ano, os investimentos em previdência no município chegavam a mais de R$ 675 milhões. Em termos comparativos, em 2013, o recurso era de pouco mais de R$ 170 milhões. Ou seja, uma evolução de quase 340% nos últimos seis anos para atender 321 aposentados e 224 pensionistas, além de garantir os benefícios dos que ainda vão se aposentar. Atualmente, a prefeitura conta com 6.779 servidores efetivos.

Com a Lei 1.903 de julho de 2018, o Pressem deixou de ser uma superintendência da Secretaria Municipal de Administração e Gestão de Pessoas (Smag), passando a um regime próprio de previdência, ainda que vinculado à pasta. Desde então, sua reestruturação tem sido marcada pela celeridade nos procedimentos previdenciários e a diminuição da burocracia.

De acordo com a presidente do Pressem Ana Ziegler, um dos grandes fatores desse novo modelo de gestão é a informatização dos serviços, que se estendem até a área de inspeção médica, que avalia a situação física e mental do servidor no processo de aposentadoria.

“Nós estamos atuando para que, no máximo até fevereiro ou março do ano que vem, nossos serviços estejam totalmente informatizados. Temos diversos trabalhos ligados à Junta Médica, em conjunto com a Smag, onde com a informação e preparação dos médicos, esses atestados são imediatamente passados para o município de forma online, tanto do Pressem como no Recursos Humanos da Smag”, disse.

A professora Vanda Bríglia, após 25 anos de serviços prestados ao município, conseguiu se aposentar com sucesso e com a devida celeridade. “Assim que completei 50 anos, com dois dias eu fui e dei entrada nos documentos e corri atrás. Pra mim, foi super rápido, tanto para sair a aposentadoria até a rescisão. Eu tive muita facilidade para receber. Foi muito bom esse trâmite”, celebrou.

Valorização e acolhimento – Além da reestruturação do Pressem, a prefeitura também tem contribuído com a autoestima dos aposentados, por meio de atividades, palestras e outras ações que têm como único foco valorizá-los e melhorar sua qualidade de vida na nova fase que passam a vivenciar.

Um dos bons exemplos disso é o projeto “Por Toda a Minha Vida”, que envolve curso de artesanato em biscuit e envolve cerca de 15 aposentados que encontraram um novo sentido para a vida e uma forma de garantir uma renda extra ao dia a dia. A maioria venceu a depressão e a sensação de abandono.

“Eles aqui têm o Pressem como a casa deles. Porque eles ficam muito alegres. Eles vêm aqui para conversar quando se sentem sozinhos. E com o trabalho do ‘Por toda a Minha Vida’ eles se reencontram, percebem o quanto podem fazer mais por si. E ficam maravilhados com o resultado das obras que fazem”, ressalta Ana Ziegler.

É o caso da professora aposentada Glória Fernandes, que a cada dia descobre o quanto tem talento para as artes. “Estou amando. Fico assim já imaginando a próxima semana, quando vou rever meus amigos e fazer as artes. Eu não imaginava que ainda iria fazer coisas lindas como eu estou conseguindo”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here