Governo suspende contrato de reforma do Bloco C do HGR po 120 dias

Luiz Teotônio está impossibilitado de trabalhar por conta de uma hérnia que precisa retirar

O contrato de reforma do Bloco C do Hospital Geral de Roraima (HGR) foi paralisado pelo Governo do Estado. O aviso foi publicado na edição desta quarta-feira (14) do Diário Oficial do Estado (DOE).

Conforme o documento, o contrato da reforma foi paralisado por 120 dias, no período de 12 de julho a 9 de novembro, devido a indisponibilidade do prédio provocada pela pandemia do Coronavírus.

Os trabalhos serão retomados após liberação do prédio e emissão de ordem de serviço pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau). Os recursos para execução da reforma do Bloco C foram disponibilizados por meio de emenda parlamentar ainda em 2018, no valor de R$ 1.085.308,25. O espaço é voltado para a área de cardiologia do Hospital.

OUTRAS OBRAS

Dos cinco blocos do HGR, apenas o Bloco B teve a reforma finalizada. O prédio foi entregue em outubro de 2020 pelo Governo do Estado, após oito meses em obras.

Já as reformas dos Blocos A e D foram licitadas pela Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinf) no ano passado, mas até o momento não há previsão para entrega dos prédios.

A obra do Bloco E, anexo ao HGR, foi iniciada em 2013 e passou por várias paralisações e já passa por quatro gestões. Em abril de 2020 a construção foi retomada mais uma vez, com a expectativa de inauguração em dezembro do mesmo ano, mas ainda não foi concluída.

FORRO E CHUVAS

Em junho, servidores do HGR denunciaram ao Roraima em Tempo o descanso do governo com a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) 4 do HGR. Parte do forro acabou desabando por causa das chuvas. O espaço fica no recém-reformado bloco do Grande Trauma (GT).

Já em abril, imagens feitas pelos servidores e pacientes registraram o alagamento da unidade de saúde devido as fortes chuvas.

CITADA

Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) informaou que o contrato de reforma do Bloco C do HGR continua vigente e que a obra foi suspensa de forma temporária em virtude do cenário atual da pandemia. Diante desse cenário, a pasta decidiu adotar uma série de medidas estratégicas para garantir o atendimento da população de forma digna e sem prejuízos.

“A reforma será mantida e os trabalhos iniciarão após a redução de ocupação e inauguração do Anexo do HGR que está em ritmo final de execução”, completou.

A Sesau ressaltou ainda que segue em curso com os trabalhos de reestruturação na saúde do estado, destacando as obras de reforma no Bloco D, reforma e ampliação do Grande Trauma (GT) e serviços de reparo e manutenção predial preventiva e corretiva de outras unidades.

“A gestão reitera que tem intensificado todas as medidas a curto e médio prazo para promover as mudanças que a saúde precisa. Para tanto, equipes de engenharia da Sesau e Seinf estão diuturnamente reunidas acompanhando in loco o andamento das obras, para que o mais breve possível a população perceba as mudanças”, concluiu.

Informações: Roraima em Tempo