A apuração oficial de resultado das urnas em Boa Vista não passa de 3% na capital e nem chega a 50% em alguns dos municípios do interior. 

O problema não é no sistema do Tribunal Regional Eleitoral em Roraima, mas sim no sistema oficial de apuração do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). 

A falha começou pouco mais de uma hora após a totalização de votos na maior parte dos municípios do País.

Conforme o TRE-RR, a espera se explica pela necessidade de os votos serem centralizados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em Brasília, onde há uma grande sobrecarga de dados vindos dos mais de 5 mil municípios brasileiros.

Já o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) afirmou, em nota, que “em razão de uma lentidão no processo de totalização dos votos (soma dos votos), está ocorrendo um atraso para a divulgação dos resultados da apuração”.

Conforme o TSE, os dados “estão sendo remetidos normalmente pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) e recepcionados normalmente pelo banco de totalização, que está somando o conteúdo de forma mais lenta que o previsto”.

O Tribunal afirma que “o problema está sendo resolvido pelos técnicos, para a retomada mais célere do processo de divulgação” e ressalta que “não há nenhuma relação com o vazamento de dados pessoais de servidores e nenhuma relação com a tentativa de ataque cibernético registrada pela manhã”.

Informações e foto: Folha de Boa Vista