Condenados por homicídio, os dois homens foram presos em suas casas, na zona Oeste da cidade (Foto: Polinter)

Dois homens sentenciados a prisão por homicídio, foram presos pela Polícia Interestadual (Polinter) na segunda e terça-feira (23 e 24), em suas casas na zona Oeste de Boa Vista. Um dos crimes ocorreu há 12 anos, e foi motivado por uma cartela de bingo.

O primeiro condenado a ser preso foi o vendedor Francivaldo dos Santos Costa, 34, apelidado de “Mano Keno”. Ele foi localizado em sua casa no bairro Cambará, e vai cumprir pena 14 anos de prisão inicialmente em regime fechado.

‘Mano Keno’ foi sentenciado por homicídio qualificado; motivo fútil e mediante recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

CASO

Conforme foi apurado pelo Roraima em Tempo, ‘Mano Keno’ foi acusado de matar a golpes de faca e pelas costas, Robson George Honorato Costa. O crime ocorreu no dia 30 de setembro de 2007, em um bar no bairro Raiar do Sol.

Na ocasião, segundo a investigação da Polícia à época do crime, ‘Mano Keno’ matou Robson Costa em meio a uma discussão com a vítima por causa de uma cartela de um bingo.

OUTRA PRISÃO

Nessa terça-feira (24) foi preso o vigilante Romário de Souza Filho, 34, apelidado de “Preto”. Ele respondia a processo em liberdade por duplo homicídio, ocorrido há 13 anos.

De acordo com a polícia, na noite do dia 14 de outubro de 2006 ‘Preto’ conduzia um carro em alta velocidade e voltava de uma festa, quando atropelou o casal Raimundo Gomes Filho e Cláudia Vieira da Silva. As vítimas estavam empurrando o carro por falta de gasolina, momento em que foram atropeladas e morreram.

O atropelamento fatal ocorreu na avenida Ataíde Teive, na altura do Bairro Cambará. Depois do crime, o motorista fugiu sem prestar socorro às vítimas. Por todas estas circunstâncias, ‘Preto’ acabou denunciado pelo Ministério Público Estadual por homicídio com dolo eventual, quando você assume o risco.

Levado a Júri Popular, os jurados entenderam que ele assumiu o risco de matar. A sentença transitou em julgado e nesta terça-feira (24), ele foi entregue ao sistema prisional para cumprir a pena de sete anos de prisão inicialmente em regime semiaberto.

Informações: Roraima em Tempo

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here