Uma gestão pública transparente permite à sociedade, com informações, colaborar no controle das ações de seus governantes, com intuito de checar se os recursos públicos estão sendo usados como deveriam. Mas não é o que acontece na Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR).

A área que deveria estar disponível para todo cidadão fiscalizar gastos e atividades parlamentares da Assembleia Legislativa de Roraima, a Transparência, está fora do ar há, pelo menos, seis meses.

Em rápida pesquisa pelo portal da ALE-RR, no canto inferior direito existe o botão com link de transparência, porém, ao entrar na página, ela é direcionada a um link “quebrado”, sem acesso. Assim, impossibilita a fiscalização dos cidadãos de Roraima que poderiam saber e questionar como são gastos os mais de R$ 250 milhões que a ALE-RR recebe por ano.

Outro link que não dá acesso ao cidadão, que direciona a páginas não encontradas, é o de Licitações. Na página pede para ajustar data e horário, mas como pode ser constatado no print, o fuso horário está correto, padrão brasileiro, mas o acesso continua negado. Veja: