Cerr informou que teve as contas bloqueadas pela justiça, mas que o pagamento pode sair ainda esta semana (Foto: Diane Sampaio/FolhaBV)

Servidores da Companhia Energética de Roraima (Cerr) procuraram a reportagem da Folha para denunciar que o pagamento referente ao mês de agosto ainda não foi depositado. Com as contas bancárias zeradas, as dívidas se acumulam e as necessidades do dia a dia não estão sendo devidamente supridas.

Uma servidora que optou por não revelar sua identidade, disse que todos foram surpreendidos. “A empresa estava pagando certo, no mesmo dia que as outras secretarias. Eles só pagaram o vale alimentação no dia 29, mas o salário até agora nada, e não deram previsão”, disse.

De acordo com Gisselio Cunha Costa, presidente dos Urbanitários de Roraima (STIU/RR), a empresa não apresentou os motivos para o atraso no pagamento.

“Na semana passada, segunda-feira [9], notificamos a empresa pedindo uma explicação e que ela desse um posicionamento sobre o pagamento, mas ela não se manifestou. Hoje [16] nós reiteramos a solicitação, infelizmente até o momento ela não encaminhou nenhum documento ao sindicato”, relatou.

Segundo Costa, o Sindicato só obteve uma explicação sobre o atraso por meio de informações extraoficiais, que dão conta de um bloqueio judicial nas contas da empresa.

“Tomamos conhecimento, por fontes informais, que o recurso que estava disponível para pagar a folha dos funcionários em agosto foi bloqueado porque estão devendo a um fornecedor. Segundo essas informações, o juiz abriu um prazo de 72h e o processo movimentou. E parece que na quinta-feira vai estar concluso para despachar”, explicou.

OUTRO LADO – A reportagem da Folha procurou a Cerr para que se posicionasse sobre o caso e, por meio de nota, confirmou apenas que a empresa teve a conta bloqueada pela Justiça e que o motivo do bloqueio seriam pendências com dívidas de gestões anteriores.

A Cerr justificou que devido a esta decisão judicial, ficou impossibilitada de realizar o pagamento dos servidores que têm contas no Branco do Brasil.

Informou, no entanto, que já tomou as providências na esfera judicial e aguarda o desbloqueio da conta, para então efetuar o pagamento dos servidores que não receberam os salários referentes ao mês de agosto. Confirmou também que o auxílio alimentação foi pago e liberado desde o início do mês de setembro.

Informações: Folha de Boa Vista

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here