Na primeira etapa da campanha de vacinação contra a gripe, a Prefeitura de Boa Vista está imunizando idosos acima de 60 anos de idade ou mais, além de trabalhadores da saúde. E até o momento, o número geral de pessoas vacinadas é de 13.301 e a cobertura geral dos grupos monitorados é de 14,91%.

Deste número total, 9.057 são idosos (58,87%) e 3.490, são os trabalhadores de saúde (34,10%). A meta de cobertura de cada grupo é de 90%. Segundo o coordenador municipal de imunização, Romildo Azevedo, esse é um resultado positivo e que deve aumentar ainda mais até o dia 15, quando se encerra a primeira fase da campanha.

“Já recebemos algumas doses da vacina e estamos distribuindo conforme a demanda das unidades. Queremos acalmar a todos aqueles que não foram vacinados na data de sua letra, que podem se dirigir até as unidades. Ainda temos um bom tempo de campanha e todos que se encontram nos grupos de prioritários receberão as doses da vacina”.

A Coordenação Municipal de Imunização (CMI) já recebeu 23.500 doses desde que deu início a primeira fase da campanha no município de Boa Vista, essas doses ainda não são suficientes para atender todo o público alvo da primeira fase.

O município é responsável pela execução da vacinação. A logística de aquisição das doses e envio para os estados e municípios são de responsabilidade do Ministério da Saúde.

Idosos acamados – Algumas equipes das unidades básicas de saúde já estão visitando os idosos acamados ou com dificuldades graves de locomoção para vaciná-los em suas casas. Esses são aqueles cadastrados nas UBSs e que já recebem a visita das equipes. Aqueles que nunca fizeram esse contato e precisam da vacinação em casa devido essa situação, é preciso que um familiar faça o cadastro na unidade básica de saúde mais próxima.

Vacina de rotina – Por recomendação do Ministério da Saúde, as vacinas de rotina das crianças estão suspensas nas unidades até o dia 15 de abril, período em que se encerra a vacinação dos idosos e trabalhadores da saúde. A medida é preventiva e para evitar aglomerações nas unidades.