Quatro suspeitos foram pegos em uma casa no Conjunto Cruviana, onde seria o cativeiro. Adolescente também estava no local – Foto: Divulgação

O suposto sequestro de um adolescente de 15 anos (caso ainda a ser esclarecido), que teria ocorrido na tarde de domingo (27), em via pública, no bairro Senador Hélio Campos, resultou na prisão de quatro suspeitos. Eles foram presos em flagrante por associação criminosa. Um deles também foi autuado por porte ilegal de arma de fogo.

O desfecho do suposto sequestro ocorreu no final da manhã desta segunda-feira (28), quando após denúncia anônima, policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da Polícia Militar, foram a uma casa onde possivelmente o adolescente era mantido o cativeiro, na rua Grão Mestre Cláudio Barbosa de Melo, Conjunto Cruviana, bairro Equatorial. No local, os agentes encontraram os suspeitos e a suposta vítima.

Durante a ação, foi apreendido um revólver calibre 38, com munição intacta e mais quatro facas. Foram detidos Wesley Victor Alves da Silva, 18, Jorge Vinícius Rodrigues do Nascimento, 19, Geovane Gomes do Nascimento, 30, e Vagner Fernandes Brito, 25. Este último foi apontado como dono da arma de fogo.

Todos os suspeitos foram conduzidos ao Plantão da Polícia Civil. Aos PMs e depois em depoimento na delegacia, o adolescente contou que foi “sequestrado” por volta das 16h, por três indivíduos encapuzados, em um carro Pálio amarelo. Foi colocado no veículo e primeiro teria sido levado para o Contorno Oeste e de lá, para o cativeiro (casa).

Ainda de acordo com o relato do adolescente, após ser interrogado se era da facção criminosa Comando Vermelho, ele negou. Os criminosos que participaram do interrogatório ainda teriam indagado à vítima se ele tomava remédio controlado, e após checarem a identidade dele e outras informações, teriam se convencido de que o adolescente não tinha envolvimento com a facção citada.

Porém, de acordo com informações apuradas pela reportagem com fontes da polícia, o adolescente teria entrado em contradição em alguns momentos do depoimento e não esclareceu o motivo de permanecer com os criminosos, já que eles teriam se convencido e desistido de matá-lo.

Também segundo as fontes policiais, o adolescente teria inclusive usado droga junto com os criminosos.

MULHER

Durante o atendimento da ocorrência, os PMs constataram sangue na casa e há uma suspeita de que teria outra vítima, uma mulher, mas os policiais não conseguiram nenhuma informação. O caso segue sob investigação da Polícia Civil.

CUSTÓDIA

O procedimento na delegacia (prisão flagrante) dos quatro suspeitos só foi concluído após as 19h. Ainda na noite desta segunda-feira (28) eles serão levados para a carceragem da PC e pela manhã, para audiência de custódia.

Informações: Roraima em Tempo