Funcionários de saúde que fazem parte de grupos de risco do Covid-19 continuam trabalhando sem medidas substanciais de proteção ou isolamento da doença em suas rotinas de acordo com a denúncia de trabalhadores da Maternidade Nossa Senhora de Nazaré. A situação, em meio à pandemia de coronavírus que fez o país decretar quarentena preocupa os trabalhadores dessas áreas.

Segundo ela, medidas como o afastamento de funcionários idosos e escalas de trabalho modificadas, que permitam a esses empregados reduzir as chances de contágio, não foram adotadas.

“Estão faltando os equipamentos de segurança, como as máscaras para as pessoas que estão trabalhando aqui na maternidade, funcionários em grupo de risco continuam trabalhando e não foram afastados para o home office como as autoridades estão falando, eu sou diabética e estou trabalhando e não sou liberada de jeito nenhum. E os serviços continuam e se faltar leva advertência. E eu não sou a única que continua” relatou.

Segundo ela, os funcionários continuam sem as máscaras.

“Não são todos que estão utilizando o equipamento, falta o avental e as luvas também. Tem pessoas com suspeitas dos sintomas e continuam trabalhando” disse.

Outro lado – A Secretaria de Saúde informou por meio d nota que os trabalhadores classificados no grupo de risco não estão trabalhando nas unidades de saúde.

Ressalta que já orientou o setor de RH (Recursos Humanos) de todas as unidades hospitalares sobre a aplicação de remanejamento, e essa medida está sendo adotada sempre que há necessidade.

Informações: Folha de Boa Vista – foto: Diane Sampaio