Moradores de Mucajaí denunciam que os postos de saúde do município não estariam fazendo o reteste de coronavírus, porque as unidades não teriam testes rápidos para atender a demanda.  

Um funcionário de uma loja do município, de 38 anos, que não quis se identificar, afirmou que testou positivo para a covid-19, fez o tratamento e estaria melhor, mas, para retornar ao trabalho precisaria do laudo que confirme que ele não estaria mais com o vírus.

“Fui nos três postos que têm aqui em Mucajaí, servidores me disseram que estão com pouco estoque de teste rápido e que não estão fazendo reteste. Eu preciso do laudo para voltar para o trabalho, preciso trabalhar”, ressaltou o vendedor.

Além disso, ele afirma que nos postos de saúde só estaria atuando um médico para atender cerca de 80 pessoas por dia. “Se o município recebeu dinheiro do governo, por que não compra novos testes e contrata novos médicos para atender toda a população”, completou.

OUTRO LADO – O secretário de Saúde de Mucajaí, Antônio Carlos Montenegro, garantiu que não está faltando testes. “Estamos bem abastecidos quanto a isso. E para realizar o reteste, é necessário passar por um processo de triagem antes de realiza-lo”. 

“Nós temos uma unidade básica aqui no município, que atende exclusivamente os casos de coronavírus. Um dos médicos está de folga até a próxima segunda-feira e ele faz parte do programa Mais Médicos. E o outro foi contratado exclusivamente para atender pacientes com coronavírus”, comentou Montenegro.

Ele afirmou ainda que as outras duas unidades básicas de saúde do município também estão realizando atendimento pacientes com Covid-19 coronavírus.

Informações: Folha de Boa Vista – Foto: Divulgação