Na bolsa do jovem apreendida pela Guarda Civil Municipal havia um livro de medicina

Um estudante de medicina de 23 anos foi detido na tarde de sexta-feira (26), em Boa Vista, após ser imobilizado e agredido por furtar um notebook dentro da Universidade Federal de Roraima (UFRR). Apesar de ter entregado o aparelho, o proprietário, um advogado, agrediu o jovem com socos e chutes. Toda ação foi filmada pela bibliotecária, que diz ter sido ameaçada pelo agressor.

A Ordem dos Advogados do Brasil em Roraima informou que o caso será avaliado pelo Tribunal de Ética e Disciplina (TED), que é o setor competente para apurar a conduta do profissional, antes de adotar providências cabíveis.

Conforme a Guarda Civil Municipal (GCM) de Boa Vista, que atendeu a ocorrência, o suspeito admitiu o furto do computador que ocorreu na biblioteca da UFRR. Após o aparelho ter sido recuperado pelo advogado, ele começou uma sequência de agressões e deu voz de prisão ao estudante.

Outras duas pessoas ajudaram a imobilizar o jovem, que foi golpeado com socos e chutes na região da cabeça. Toda ação foi filmada pela bibliotecária da UFRR na tentativa de suspender as agressões. Segundo relatos da funcionária à GCM, o agressor teria pedido que ela parasse com a gravação e apagasse as imagens, sendo ainda ameaçada.

Depois de parar de agredir o estudante, o advogado deixou a biblioteca e não foi mais visto. Com escoriações pelo corpo, o jovem que furtou o notebook foi detido e levado para o 2º Distrito Policial. Segundo a mãe do estudante, ele faz uso de medicamentos controlados para depressão.

Informações: G1 RR