Início Site Página 2

Contra o coronavirus – Prefeitura amplia vacinação para grupos de comorbidades nesta quarta-feira, 5 em Boa Vista

Os grupos serão atendidos por fases e de acordo com quantitativo de doses disponibilizadas

A partir desta quarta-feira, 5, a Prefeitura de Boa Vista inicia a vacinação contra a Covid-19 para as pessoas que fazem parte do grupo de comorbidades, gestantes, puérperas e pessoas com deficiência permanente, conforme escalonamento estabelecido no Plano Nacional de Operacionalização da vacina (PNO) do Ministério da Saúde.


Os grupos serão atendidos por fases e de acordo com quantitativo de doses disponibilizadas. Nesta primeira fase estão incluídas as pessoas com:


– Síndrome de Down, com 18 anos ou mais de idade;
– Gestantes e puérperas com comorbidades, a partir de 18 anos de idade;
– Comorbidades com 55 a 59 anos, conforme cronograma abaixo:

Pessoas com comorbidades serão atendidas conforme cronograma abaixo:

Quarta e quinta-feira (5 e 6) – pessoas de 59 anos de idade;

Sexta e Sábado (7 e 8) – pessoas de 58 anos de idade.

– Pessoas com deficiência permanente cadastrados no Programa de Beneficio de Prestação Continuada ( BPC) de 55 a 59 anos de idade;

Documentação – No ato da vacinação devem ser apresentados CPF ou Cartão do SUS, cartão de vacina, além das cópias de um documento oficial com foto, laudo da doença, receita que comprove a comorbidade. O laudo ou a receita deve ter a assinatura e carimbo do médico ou enfermeiro, se for da rede pública. Já da rede privada deverá conter a assinatura e carimbo do médico exclusivamente.

As gestantes devem apresentar também cópia da caderneta da gestante ou exame que comprove a gravidez, acompanhado do laudo da comorbidade ou a receita médica e documento com foto. Já as puérperas (até 45 dias após o parto) devem apresentar a certidão de nascimento da criança ou declaração de nascido vivo acompanhado de laudo ou receita médica/enfermeiro, mais o documento com foto.

A orientação da Secretaria Municipal de Saúde é que essas pessoas levem a cópia do documento com foto, laudo ou atestado médico junto com a original, pois a cópia ficará retida para registro. Essa orientação vale para todos os públicos, exceto as pessoas com Síndrome de Down que devem apresentar cópia de documento oficial com foto.

As pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise) a partir de 18 anos de idade serão vacinados na instituição que fazem o tratamento.

As pessoas com deficiência permanente cadastrados no Programa de Beneficio de Prestação Continuada ( BPC) que são acamados e cadastrados nas UBS´s da prefeitura vão receber a vacina em casa, pelas equipes das unidades. Aqueles que não possuem cadastro devem procurar as UBS´s.

As pessoas com obesidade com IMC ≥ 40, devem apresentar cópia de documento oficial com foto, laudo e exame.

Pontos de vacinação no horário de segunda a sábado, das 8h30 às 17h, sem intervalos:
 

– Terminal de Ônibus Luiz Canuto Chaves – Centro

– Quadra do CRAS – Parque Germano Sampaio – Pintolândia

– Quadra Poliesportiva, Edécio Marques de Sousa – Praça Cidade Satélite

– Centro Universitário Estácio da Amazônia – União

– Roraima Garden Shopping – Caçari

MAIO AMARELO – Investimentos da prefeitura no trânsito contribuem com queda de 20% no número de acidentes com feridos em Boa Vista

Os dados são referentes ao primeiro trimestre de 2021

Durante a abertura da campanha Maio Amarelo 2021, ocorrida na manhã desta terça-feira, 4, a Prefeitura de Boa Vista divulgou os dados referentes aos números de acidentes de trânsito com feridos na capital, que mostram uma redução de 20% no primeiro trimestre deste ano.

Comparado com mesmo período de 2020, quando 722 pessoas foram vítimas de acidentes de trânsito, em 2021 a quantidade reduziu para 577 pessoas. Os números mostram ainda a estabilidade no número de mortos no trânsito, sendo oito óbitos em 2020 e 2021.

O secretário municipal de Segurança Urbana e Trânsito, Edvaldo Hermógenes, destacou que os investimentos e as ações educativas desde janeiro contribuíram para a diminuição dos acidentes e mortes nas ruas da cidade. No entanto, ressaltou que o comportamento dos motoristas é essencial para a construção de um trânsito mais seguro e que no Maio Amarelo, as ações de conscientização serão reforçadas.

“Conseguimos nos primeiros meses do ano reduzir o número de feridos nos acidentes. E isso se deu graças aos investimentos aplicados no trânsito pela prefeitura, como a instalação de semáforos, pintura de sinalização horizontal, entre outros. Agora vamos chamar atenção da população para a conscientizá-los quanto as regras e tornar Boa Vista ainda mais segura”, disse Hermógenes.

Campanha – Com o tema “Respeito e Responsabilidade, pratique o trânsito”, a Campanha Maio Amarelo tem o objetivo de sensibilizar a população na prevenção de acidentes de trânsito. Este ano as ações de conscientização se iniciam com uma blitz educativa nesta quarta-feira, 5, às 16h na avenida Ville Roy, com foco em orientar os condutores de veículos sobre a velocidade máxima permitida.

A campanha segue até o dia 31 de maio, com palestras, blitz educativas em pontos estratégicos da cidade, orientações e palestras para os servidores, motoristas de aplicativos e a população. As ações, além dos agentes da Secretaria Municipal de Trânsito (Smtran) e Guarda Civil Municipal, contarão também com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO:

Família que Acolhe – Prefeitura adota interações online e mantém todos os serviços e benefícios durante a pandemia

São mais de 6 mil beneficiárias com cadastros ativos, recebendo toda assistência e benefícios do programa

Neste período de pandemia, o Programa Família que Acolhe adequou todos os atendimentos e serviços para resguardar a saúde das 6 mil beneficiárias e crianças ativas no programa. Referência no Brasil e no mundo, o FQA é uma rede completa de desenvolvimento infantil, que integra diversos serviços nas áreas da saúde, social e educação.

Assim como ocorreu com as aulas do município, os encontros presenciais da Universidade do Bebê (UBB) foram substituídos por interações online. Em casa, as beneficiárias são acompanhadas pelas facilitadoras por meio do WhatsApp ou videochamadas. As famílias participam das atividades conforme a faixa etária das criança e o período gestacional da mãe.

A UBB é como uma “Escola de pais”, onde as famílias recebem todas orientações sobre a primeira infância, como desenvolver a criança em suas principais fases. As mães gestantes aprendem como fortalecer o vínculo com o filho desde o ventre e são preparadas para lidar com essa fase tão importante e para a chegada do bebê.

“Criamos grupos onde temos as interações todos os dias. Nesses grupos enviamos os temas do dia. É algo muito gratificante, elas participam, encaminham vídeos do desenvolvimento da criança e do que elas estão trabalhando com seus filhos nas residências”, disse a facilitadora do FQA, Adriana Lima.

A autônoma Joana Cília Feitosa, 37 anos, beneficiária do programa há mais de três anos, se adaptou bem à nova rotina de atividades on-line com a pequena Yasmim Raquel, de 2 anos. Para elas, está sendo proveitoso interagir com a filha no ambiente de casa.

“São passadas as atividades pelo WhatsApp e a gente interage, postando vídeos para incentivar as outras mães interagirem. Esse programa representa muito para mim porque no decorrer de três anos e meio que eu participo. Aprendi muitas coisas. O leite, o enxoval, a escola, isso tudo é um mimo que a gente ganha, porque para mim o mais importante mesmo é o aprendizado com minha filha”, disse. 

Na sede do programa continuam as entregas de enxovais para as gestantes de 9 meses e a entrega do leite para aquelas com filhos a partir de um ano de idade. Novos cadastros apenas de forma remota, pelo WhatsApp: 95 98403-2875, nos horários das 8h até 11h e das 14 às 17h. Outro canal de atendimento para dúvidas é o e-mail: [email protected] ou ainda pelo telefone: 95 98402-8812.

Serviços de Saúde

Seguindo todas as medidas de segurança e mediante agendamento, os serviços de saúde do FQA continuam sendo ofertados. Na recepção são marcadas as consultas, os exames clínicos e laboratoriais. As enfermeiras atendem, presencialmente, no planejamento familiar e puericultura (acompanhamento mensal da criança).

O atendimento com pediatra é feito apenas de forma online. Na recepção é feito o agendamento e o paciente é encaminhado para o atendimento remoto. O odontopediatra também está atendendo normalmente, mediante agendamento. As psicólogas atendem apenas as crianças presencialmente.

Os serviços na sala de vacina e farmácia estão ocorrendo normalmente, porém, com limitação de pessoas. No caso da vacinação das crianças, são feitos 20 atendimentos por turno (manhã e tarde).

Descentralização do Família que Acolhe para os Cras

A partir desta semana, os Centros de Referência e Assistência Social do Cauamé e São Francisco receberão os novos cadastros de beneficiárias, específicas de seus bairros de abrangência. Todas serão acompanhadas pelos Cras e desfrutarão dos mesmos benefícios, hoje ofertados pelo programa, como a Universidade do Bebê, leite, enxoval, serviços de saúde e, se for assídua, garante a vaga na creche.

Família que Acolhe em números – Hoje, o programa atende em torno de 6.700 beneficiárias. Em oito anos foram aproximadamente 19 mil mães cadastradas. São cerca de 2.400 famílias com crianças maiores de 1 ano, beneficiadas com três latas de leite mensais. Somente este ano, 197 gestantes receberam enxovais através do programa.

Cascavel pode ser convocados depor na CPI da Covid

Recém-empossado secretário estadual da Saúde, Cascavel foi assessor especial do Ministério da Saúde na gestão Pazuello (Foto: Arquivo Pessoal)

Um dos principais alvos da CPI da Covid é justamente Pazuello, por suas trapalhadas no comando do processo de enfrentamento ao Covid. E junto com o general serão intimados Marcos Erald Arnoud, conhecido como Markinhos Show, ex-marqueteiro do general e o recém-empossado secretário de Saúde de Roraima, Airton Cascavel.

O objetivo é entender como foram desenhadas as propagandas oficiais do governo federal e as orientações sobre medidas preventivas direcionadas à população. Este é um nó garantido no caminho do Planalto na comissão, citado na planilha produzida pela Casa Civil com as 23 “acusações” esperadas e alvo de reclamações pela oposição, especialistas e até autoridades da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Homem forte da gestão Pazuello, Cascavel era assessor especial do Ministério da Saúde, ao lado de Antonio Elcio Franco e da médica cearense Mayra Pinheiro, ex-ocupantes de cargos de primeiro escalão no Ministério da Saúde. Eles poderão ser questionados sobre a política de distribuição de meios para proteção individual, como máscaras e álcool em gel.

Secretários da administração de Eduardo Pazuello, Luiz Otávio Franco e Hélio Angotti Netto foram indicados para falar sobre a crise que levou à falta de oxigênio para pacientes com Covid em Manaus. Ainda sobre a crise no Amazonas, o senador Otto Alencar (PSD-BA) pediu o comparecimento do ex-coordenador-geral de Logística de Insumos Estratégicos do MS, Alex Lial Marinho, para explicar a demora na resposta aos problemas no estado.

Informações: Blog do Perônico

Governo pagou kits com sobrepreço de R$ 950 mil a empresa de cunhado de assessora de Chico Rodrigues

Senador Chico Rodrigues (DEM-RR) é acusado pela PF de envolvimento em esquema criminoso que desviou dinheiro de combate ao coronavírus (Foto: Agência Senado)

Durante as investigações, os policiais descobriram que o governo de Roraima firmou contrato com a empresa Quantum Empreendimentos em Saúde no valor de R$ 3,2 milhões para aquisição de kits de detecção da Covid-19. De acordo com a Polícia Federal, cada kit foi adquirido ao valor de R$ 161, gerando um sobrepreço no contrato no valor de R$ 956 mil, com base em preços médios praticados no mesmo período no Amazonas, Paraíba e Mato Grosso.

A Quantum, conforme as investigações, tinha como representante Jean Frank Padilha Lobato, apontado pela Polícia Federal como “operador” do senador Chico Rodrigues em uma outra investigação, relacionada à possíveis desvios no Distrito Sanitário Especial Indígena Leste (DSEI-Leste).

“A autoridade policial aponta a existência de possíveis vínculos entre o Senador Chico Rodrigues e a Quantum Empreendimentos em Saúde, já que Roger Henrique Pimentel, cunhado de sua assessora, Samara de Araújo Xaud, casada com Jean Frank, é um dos sócios da empresa desde 20.02.2020”, disse o ministro Barroso na decisão.

De acordo com as investigações da Polícia Federal, o senador atuou em conjunto com o então secretário de Saúde de Roraima, Francisco Monteiro, e empresários a fim de desviar recursos para compra de testes rápidos a partir de emendas parlamentares. A operação abrangia um processo de direcionamento licitatório comandado pelo ex-coordenador e diretor da Coordenação Geral de Urgência e Emergência na Secretaria de Saúde de Roraima no início de 2020, Francisvaldo Paixão.

Investigação – De acordo com os investigadores, após parlamentares determinarem a aplicação de recursos da Covid no estado, empresários do setor pressionavam técnicos da Secretaria de Saúde para direcionar licitações beneficiando empresas com ligação direta, ou indireta, com Rodrigues.

Existe um agravante nessa operação, de acordo com os policiais. Chico Rodrigues era membro da Comissão Mista do Congresso Nacional criada para acompanhar a aplicação dos recursos e execução orçamentária destinada à Covid-19. Segundo investigadores, o senador tinha o condão de destinar recursos, e como integrante da Comissão Mista, também poderia encobrir eventuais malfeitos no ato da fiscalização das verbas públicas.

“Em síntese, portanto, há indícios de que o Senador Chico Rodrigues tenha se utilizado da influência política inerente à sua função pública para favorecer, no âmbito de contratos celebrados pela Secretaria de Saúde de Roraima, empresas privadas a ele ligadas, direta ou indiretamente, desviando dinheiro destinado ao combate ao Covid-19”, disse o ministro Luís Roberto Barroso.

O ministro do Supremo ainda complementou: “como mencionado, o Senador manteve pessoalmente, via aplicativo de mensagens, contatos suspeitos com denunciante responsável por contratos no órgão de saúde estadual, havendo indícios de que teria exercido seu poder político para obter a exoneração e a nomeação de Secretários Estaduais da Saúde, determinar a renovação de contratos administrativos sem licitação e ordenar a realização de pagamentos a empresas a ele, direta ou indiretamente, vinculadas”.

Informações: Gazeta do Povo

Ministério Público pede perda de mandato do prefeito de Pacaraima

A ação requer que Juliano Torquato “seja condenado à perda da função pública que estiver exercendo" por conta da falta de realização de concurso público (Foto: Divulgação)

O Ministério Público Estadual (MPRR) ajuizou ação com pedido da perda do mandato do prefeito de Pacaraima, Juliano Torquato (Republicanos) pela falta de realização de concurso público no município. A Ação Civil Pública (ACP) por improbidade administrativa foi protocolada pela Promotoria de Justiça da Comarca de Pacaraima na última sexta-feira, 30.

Segundo o MPRR, a ação foi ajuizada pelo não cumprimento de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e decisões judiciais para realização de concurso público em Pacaraima. A ação requer que o prefeito “seja condenado à perda da função pública que estiver exercendo por ocasião da sentença e suspensão dos direitos políticos por cinco anos por atos omissivos de Improbidade Administrativa”.

Além disso, a ACP também pede o pagamento de dano moral coletivo no valor de R$ 100 mil que deverá ser revertido ao Fundo de Direitos Coletivos do Ministério Público. De acordo com a Ação, o prefeito deixou de cumprir com a obrigação de exonerar servidores temporários e efetuar concurso público de provas e títulos para servidores no município.

O compromisso foi formalizado em 2013 entre o MPRR e o município, mas não foi cumprido pelos gestores públicos. A Folha entrou em contato com o prefeito sobre o caso e ainda aguarda retorno.

AJUSTAMENTO DE CONDUTA – Segundo o Ministério Público, desde 2015 tramita a ação de execução do TAC. No entanto, mesmo após determinações judiciais, Juliano Torquato não efetuou nenhum concurso público para provimento dos cargos públicos existentes no quadro da Administração Pública municipal durante todo o seu primeiro mandato, bem como no início do segundo.

“Após ter sido pessoalmente notificado de decisão judicial que impõe obrigação ao Município de Pacaraima em exonerar servidores temporários e efetuar o concurso público, o Chefe do Executivo Municipal apresentou o Projeto de Lei 004, de 18 de Março de 2021, que foi aprovado e teve como objeto autorizar mais uma vez a contratação temporária de professores no Município”, informou a instituição.

O Promotor de Justiça Victor Varanda dos Santos afirma ainda que a postura adotada pela gestão demonstra “desrespeito à decisão judicial” transitada em julgado. “Está evidente que o prefeito agiu com indiscutível má-fé porque o Chefe do Executivo, ao ingressar em seu cargo, tem pleno conhecimento de que a regra constitucional para o ingresso nos quadros públicos é o concurso público e o reiterado descumprimento injustificado de decisões judiciais configura a violação dos deveres de legalidade e moralidade”, concluiu o Promotor.

Informações: FolhaBV

TCE-RR ordena que Secretaria de Saúde de RR não contrate empresa de limpeza sem licitação

Secretaria buscou aderir a mesma ata de preço da instituição de ensino paraense, ao invés de abrir processo licitatório (Foto: Secom)

O Tribunal de Contas do Estado de Roraima (TCE-RR) determinou que a Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) não contrate serviço de limpeza sem de licitação. Segundo o documento, a pasta quer fechar contrato com a empresa que atende o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA).

De acordo com o conselheiro Célio Rodrigues Wanderley, a secretaria buscou aderir a mesma ata de preço feita pela instituição paraense. Isso possibilitaria que a pasta fechasse contrato ao invés de abrir processo licitatório. Contudo, uma decisão da Corte do ano passado determina que todos os contratos sejam por licitação.

Para o conselheiro, é preciso evitar que serviços sem licitação prevaleçam na Sesau, uma vez que eles podem se mostrar prejudiciais financeiramente para os cofres públicos, como já aconteceu anteriormente. O atual contrato de limpeza é emergencial, devido à pandemia da Covid-19.

“[…] restou evidenciado pagamentos de despesas sem cobertura contratual, por meio do conhecido instrumento de indenização ou reconhecimento de dívida, medida sem autorização legal, conforme amplamente debado na Cautelar em realce”, menciona trecho da decisão.

Caso a Sesau já tenha aderido a ata, o membro do Tribunal de Contas determinou que não seja firmado contrato, sob pena de multa diária de R$ 4 mil.

CONTRATOS

Em maio de 2020, os deputados estaduais Betânia Almeida (PV), Dhiego Coelho (PTC) e Jânio Xingu (PSB), que assinaram pedido de impeachment do governador Antonio Denarium (sem partido), disseram que 20 processos emergenciais Sesau somam R$ 78 milhões.

Um dos contratos para compra de equipamentos foi cotado em R$ 31 milhões, o que, à época, na avaliação dos parlamentares, não deveria ocorrer por meio de dispensa de licitação. Outro exemplo foi o caso dos respiradores, comprados por R$ 6,4 milhões.

Grande parte dos contratos era de serviços não essenciais, como capina, varreção de calçadas, limpeza de fossa e caixas de esgoto, e desinfecção de prédios do governo. Outra empresa emitiu a primeira nota fiscal para fornecer Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) em 20 anos de existência.

CITADA

A Secretaria de Saúde informou que não foi notificada da decisão, e responderá dentro do prazo estabelecido.

Informações: Roraima em Tempo

Prefeitura inspecionou 24 estabelecimentos comerciais nesse fim de semana em Boa Vista

As equipes também fizeram dispersões, orientações e apreensões de sons automotivos

A Prefeitura de Boa Vista, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, fez mais uma ação de fiscalização neste fim de semana a fim de garantir o cumprimento das medidas sanitárias e combater o avanço da contaminação pelo coronavírus. Ao todo, foram inspecionados 24 estabelecimentos.

Além das inspeções, foram feitas 13 dispersões, 24 orientações, dois sons apreendidos e dois autos de infrações lavrados. As ações conjuntas envolveram a Vigilância Sanitária Municipal, Departamento de Fiscalização da Secretaria de Finanças e do Departamento de Fiscalização do Meio Ambiente, com o apoio da Guarda Municipal de Boa Vista e a Polícia Militar (CIPA).

 “Em resumo, foi um final de semana com pequenas aglomerações na sexta e no sábado, em razão das chuvas na madrugada e houve redução dessas aglomerações nas praças públicas”, destacou o chefe do Departamento de Vigilância Sanitária do município, Fernando Matos. 

Medidas de segurança

O distanciamento social é uma das medidas mais importantes e eficazes para reduzir o avanço da pandemia da covid-19. A doença é causada pelo vírus SARS-CoV-2, mais conhecido como o novo coronavírus. A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

O vírus tem a capacidade de passar de uma pessoa infectada para outra, mesmo que ela não apresente nenhum sintoma. Nesse sentido, apenas a prevenção adequada com o distanciamento social, o uso de máscaras e correta higienização das mãos, pode proteger garantir o máximo de proteção contra a doença. 

Mecias é honesto ou ladrão, Renato? Você já afirmou as duas coisas!

O governador de Roraima, Antônio Denarium, teve a brilhante ideia de juntar em um salão no Palácio do Governo todos os tipos de assessores e políticos velhos e novos com os mais variados egos. A intenção era anunciar o oitavo secretário de saúde de Roraima em pouco mais de dois anos. Mas esse assunto a gente fala depois, porque o que mais chamou atenção foi o final da coletiva, quando o deputado estadual Renato Silva retirou a máscara em meio a uma enorme aglomeração e chamou Mecias de Jesus e Jhonatan de Jesus de vagabundos e ladrões.

“Isso aqui é saúde, isso aqui é tudo, seu ladrão, vagabundo”, falou Renato Silva, direcionando seus ataques aos parlamentares federais. Vale lembrar de Renato é do mesmo partido de Mecias e Jhonatan e que, durante a campanha, rasgou elogios aos candidatos. “O Mecias é um dos políticos mais experientes e que mais tem trabalho no Estado de Roraima e nunca foi envolvido em escândalo de corrupção. Jhonatan de Jesus, que é o filho dele que, sinceramente, sou fã do trabalho do Jhonatan”, disse Renato em uma reunião durante a campanha eleitoral de 2018.

Veja o vídeo da confusão de hoje:

Veja o vídeo de quando Renato Silva falava que Mecias era honesto:

“DINHEIRO NA CUECA”: PGR quer prorrogar inquérito do senador Chico Rodrigues

A Polícia Federal encontrou indícios de direcionamento na licitação para beneficiar empresas ligadas ao senador Chico Rodrigues (foto: Agência Senado)

A Procuradoria Geral da República (PGR) encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido de prorrogação por 60 dias do inquérito que apura o desvio de R$ 20 milhões em recursos federais destinados ao combate à pandemia em Roraima.

A Operação Desvid-19 foi às ruas em outubro de 2020. um dos eixos da investigação mira fraudes no contrato para aquisição de kits de testes rápidos voltados à detecção do Coronavírus.

A Polícia Federal encontrou indícios de direcionamento na licitação para beneficiar empresas ligadas ao senador Chico Rodrigues. Uma delas, a Quantum Empreendimentos.

Um dos alvos da operação Chico foi pego com dinheiro entre as nádegas, pela Polícia Federal, em buscas realizadas na casa dele em Boa Vista no mês de outubro do ano passado.

“No documento, a PGR afirma que estão pendentes várias medidas necessárias para a conclusão das investigações, como depoimentos do próprio Chico Rodrigues e de empresários.”

O órgão ainda pretende pedir à Controladoria Geral da União o material elaborado por auditores com base na análise de itens apreendidos na Operação, “com o objetivo de examinar a suposta idoneidade dos procedimentos licitatórios”.

Latest posts