O interventor e governador de Roraima, Antônio Denarium, durante reunião com o presidente Michel Temer solicitou cerca de R$ 500 milhões para custear dívidas que prejudicam o orçamento do Estado. Desse total, segundo o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, é possível, no momento, enviar cerca de R$ 200 milhões para bancar as folhas de pagamento de todos os servidores que estão atrasadas.

“Nós pedimos imediato investimento mínimo de R$ 500 milhões. Há restrições. O valor negociado e autorizado foi de R$ 200 milhões”, explicou o governador eleito de Roraima em uma entrevista coletiva concedida no Planalto do Planalto ao final da audiência.

Da redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here