Nesta quarta-feira (14), a Polícia Federal em Roraima lançou um canal para receber denúncias durante as eleições 2020. Os moradores podem enviar, por meio de aplicativo, mensagens de texto, fotos e vídeos.

O delegado Rafael Amorim explicou que o objetivo da plataforma é facilitar o encaminhamento de supostas práticas ilícitas. “Com base nessas informações, fazemos uma análise e, se for o caso, iniciamos a investigação”, acrescentou.

Essas informações ficam armazenadas na Superintendência e garante o sigilo do denunciante. “A atribuição dos crimes eleitorais é da Polícia Federal, que adota os mesmos procedimentos em outros crimes. Existe um número elevado de crimes eleitorais, contudo, o mais comum é a corrupção por meio da compra e venda de votos”, afirmou.

Amorim ressaltou que há destaque para as chamadas ‘fake news eleitoral’, podendo ser caracterizada por divulgação de dados falsos, contra honra de outro candidato ou pessoa com fins eleitorais e também à publicidade de pesquisas eleitorais fraudulentas.

“Eventuais divulgações de informações [que são] sabidamente falsas, com o fim de influenciar a disputa eleitoral, pode configurar alguns desses crimes. A compra e venda de fotos e as fake news são as mais comuns durante as eleições”, reforçou.

ONDE DENUNCIAR?

Os eleitores podem acionar através do contato (95) 3621-4693, que mesmo sendo um número fixo, tem como entrar em contato no WhatsApp. É possível também fazer ligações ou denunciar presencialmente na sede da Polícia Federal, localizada na Avenida Brasil.

“A população tem um importante papel como um ente fiscalizador. Tendo conhecimento de informações de crimes, deve entrar em contato com a Polícia Federal. É importante levar o máximo de provas possíveis, com detalhes sobre como e onde aconteceu. Ter registros sobre a ocorrência”, frisou.

Informações: Roraima em Tempo – Foto: Ana Paula Lima