Denarium vai finalizar mandato devendo 31 promessas de campanha

Até agora, o roraimense só viu desculpas e mais desculpas por parte do governador (Foto: Nilzete Franco)

Após quase três anos à frente do Governo do Estado, Antônio Denarium conseguiu cumprir apenas 10 das 41 promessas de campanha. Algumas delas, até duvidosas, a exemplo do “Implantar Programa Asfalto 100%”, que, segundo o Governo, já teria sido cumprida. Mas não é bem isso que é visto pelo interior do Estado.

Veja bem, a promessa é implantar asfalto em 100% das estradas de Roraima, que para Denarium, essa promessa já estaria cumprida com o asfaltamento de alguns metros de estradas que, diga-se de passagem, de péssima qualidade, a exemplo das ruas e estradas que dão acesso à Serra do Tepequém. Semanas atrás, os próprios moradores gravaram vídeos mostrando o pavimento se desfazendo.

Levantamento feito pelo portal G1 aponta que Denarium prometeu realizar 41 ações dentro do Estado, que garantissem o desenvolvimento da sociedade. Mas, após quase três anos de gestão, apenas 24,3% das promessas foram concretizadas. Ou seja, com pouco mais de um ano pela frente, e com uma eleição chegando, esse número tende a permanecer negativo.

É público que Denarium se levantou da cadeira de governador e está percorrendo o interior de Roraima. Mas a única ação deste governo é a distribuição de brindes. Nada mais do que isso. Ou simplesmente isso. Entregar cestas é importante? Sim! Demais. Mas um governo cujo orçamento é de mais de R$ 5 bilhões de reais, sem contar as emendas multimilionárias que os senadores e deputados federais injetam nos cofres, se resumir a entregar brindes a moradores pobres, é caminhar para o fracasso e fortalecer a pobreza do povo.

Para você ter uma ideia. Dentre as promessas não cumpridas, boa parte encontra-se na área da saúde. Em 2018, enquanto candidato ao Palácio Hélio Campos, Denarium se comprometeu em acabar com filas de exames, internações e cirurgias. Porém, as reclamações de longa espera no HGR ainda são frequentes, inclusive com casos de pessoas que morreram de covid-19 enquanto aguardavam por cirurgias que nunca chegaram.

Ainda na área da saúde, Denarium prometeu fazer o programa Plantão da Saúde, Construir Clínicas da Mulher, Ampliar o Hospital Materno Infantil, Criar o Fundo Estadual de Saúde, Inaugurar a nova ala do HGR no primeiro ano de gestão, Ampliar o IML em Boa Vista, dentre outros. Essas ainda são promessas que ficaram no papel e que provavelmente não haverá tempo hábil para concluí-las.

Enquanto isso, denúncias e mais denúncias de descaso, sujeira, maus tratos por parte de servidores, falta de material cirúrgico e outras mazelas surgem toda semana em relação à maternidade, corrupção, interferência de senadores e outros parlamentares nas secretarias chaves, a exemplo da SESAU.

Na área da segurança pública, Denarium prometeu instituir o programa Polícia na Rua do seu Bairro. Mas em quase três anos de mandato, o que menos se vê nas ruas são viaturas policiais para atender os 56 bairros da capital (a passo que a Guarda Civil Municipal é quase onipresente, mesmo não sendo sua competência constitucional).

Em 2018, o atual governador também se comprometeu em construir novos presídios para dar uma “equilibrada” ao falido sistema penitenciário. Em 2020, com as prisões superlotadas no estado, nenhuma nova prisão foi construída e as facções criminosas ainda seguem com sua escalada de terror em todo o Estado.

Na área da educação e cultura, Denarium prometeu a criação de programas mirabolantes, como o “4Cs” (ciência, cultura, criatividade e conhecimento), o “Cidade das Crianças” e o “Abraço Inclusivo na Escola”. Mas nenhum desses jamais saiu do papel. Além disso, o atual governador também prometeu a restauração da Casa da Cultura e do Teatro Carlos Gomes. Mas até agora, o roraimense, especialmente a classe artística, só viu desculpas e mais desculpas e os espaços seguem se deteriorando com o tempo.