Organizar uma ceia incrível sem gastar muito é um verdadeiro desafio, afinal, as despesas com a compra dos ingredientes e com a decoração pesam no bolso (foto: Divulgação)

O Natal está chegando! Você já parou para pensar em como fazer uma celebração sustentável? A Chef Denise Rohnelt Araujo dá dicas de como ter uma mesa farta, porém sem desperdício. Segundo a chef, é preciso planejar cada refeição que você e sua família farão nos dias de festa – e comprar só o que você precisa para prepará-las.

Organizar uma ceia incrível sem gastar muito é um verdadeiro desafio, afinal, as despesas com a compra dos ingredientes e com a decoração pesam no bolso de qualquer um.

“Estamos em um momento econômico que devemos optar por compartilhar bons momentos, alegrias e as comidas que estarão na ceia. O cardápio da sua festa levando em consideração a quantidade de pessoas e o horário e se for um almoço de Natal reforce as quantidades, pois come-se mais de dia” explica.

Se a ceia ocorrer durante a noite, é possível escolher o cardápio com um ou dois tipos de carne, calculando 200 gramas por convidado e 160 gramas de acompanhamentos por pessoa (arroz, salada, farofa, outros).

“Já as bebidas podem ser calculadas assim: água 500 ml e refrigerante ou suco 300 ml por pessoa; cerveja de 3 a 4 latas de 300 ml por pessoa, na garrafa de 750 ml são seis taças e chope de 1,5 a 2 litros por pessoa; uma garrafa de vinho serve três pessoas, espumante serve quatro pessoas.As sobremesas podem ser calculadas 60 gramas por pessoa, uma fatia de torta ou bolo por pessoa” explica.

Outra dica para economizar é partilhar a ceia com a família, elaborar um cardápio e pedir que cada um traga um prato para a comemoração familiar. “Afinal, em tempos de inflação e como as carnes utilizadas nas festas de final de ano são mais caras, como o peru, o chester, o bacalhau, pernil e etc, sempre é bom dividir as despesas”

Cardápio regional

Natal é tempo de festejar, e tudo fica ainda mais gostoso se tiver alimentos saudáveis, gostosos e nutritivos. Ao preparar sua ceia, não tenha preconceito contra alimentos que não são tradicionais durante a ceia.

“Podemos usar usar nossos peixes, carne de sol, beiju, farinha, pimentas, tucupi negro, e para aqueles que são de outros rincões, preparem os pratos de suas origens, afinal é hora de celebrar a cozinha brasileira também” ressalta.

Dividir as tarefas

Quem assume o compromisso de fazer uma ceia de natal em casa precisa estar preparado para uma série de preocupações e responsabilidade. Também é necessário entrar no clima festivo para não se abalar logo na primeira dificuldade da organização.

“Também é muito bacana dividir as tarefas com todos, não só porque fica mais econômico, mas porque envolvendo todos nas tarefas de decoração, comidas, bebidas e diversão fica muito mais alegre e todos se sentem mais acolhidos, pois Natal é uma época de compartilhar mais amor, gentileza, carinho e boas energias” relata.

Informações: Folha de Boa Vista