O Habeas corpus para Guilherme Campos foi negado nessa segunda-feira (10) pelo ministro do Superior Tribunal de Justiça, Reynaldo Soares da Fonseca. A decisão foi publicada hoje (13). Ele foi preso em um hotel em Brasília, há duas semanas, pela operação da polícia federal batizada de “Escuridão”.

  1. Segundo a Policia Federal, o esquema envolve o desvio de 70 milhões de reais dos cofres públicos entre 2015 e 2018. Ao todo foram cumpridos 11 mandados de prisão preventiva e 20 mandados de busca e apreensão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here