O objetivo da ação é tomar conhecimento detalhado do andamento dos trabalhos desenvolvidos pela Justiça Estadual

O corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, deu início nesta segunda-feira, dia 10, aos trabalhos de inspeção ordinária do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) no Poder Judiciário do Estado.

O objetivo da ação é tomar conhecimento detalhado do andamento dos trabalhos desenvolvidos pela Justiça Estadual e, com isso, verificar o funcionamento dos setores administrativos e judiciais do TJRR. A agenda de inspeção segue até sexta-feira, dia 14.

“É uma inspeção de rotina. Faz parte do trabalho da Corregedoria Nacional dialogar com os poderes judiciários brasileiros. Estamos trabalhando pelo engrandecimento dos Tribunais. As inspeções representam um encaminhamento de controle por parte da Corregedoria. Temos que acompanhar. Nada cresce sem organização”, explicou Martuns.

Ele considera ainda que a inspeção também é uma forma de agregar valores aos poderes judiciários de todo o país. “O judiciário no Brasil tem resolvido muitos conflitos e restaurado a paz. Tudo se resolve com diálogo, não precisa criticar, precisamos estudar as soluções e encontrar cada vez mais o verdadeiro caminho, que é o da aproximação com a sociedade”, observou.

Para o presidente do Tribunal de Justiça de Roraima, desembargador Mozarildo Cavalcanti, as inspeções do CNJ representam oportunidades de aprimoramento do judiciário. “Aprimorar, crescer e mostrar também as coisas boas. A nossa determinação de acertar é grande. Prova disso são os números de produtividade que a cada ano crescem”, destacou.

O corregedor-geral do TJRR, desembargador Almiro Padilha, ressaltou que a inspeção também é um momento de valorização das pessoas que atuam no judiciário, pois mostra os resultados, os trabalhos que estão desempenhando, e isso gera motivação. “Sem isso [valorização e motivação dos servidores], não há resultados. Isso é importante”, comentou.

O presidente da Amarr (Associação dos Magistrados de Roraima), Juiz Renato Albuquerque, que fez questão de acompanhar a solenidade de abertura dos trabalhos de inspeção, declarou que a ação da Corregedoria do CNJ tem extrema importância para o aperfeiçoamento da prestação jurisdicional em Roraima.

“O TJRR tem exercido seu trabalho com excelência e alcançado prêmios nacionalmente. Contudo, há sempre espaço para a evolução, e a presença do corregedor nacional em Roraima deve ser motivo de orgulho e oportunidade para que o Tribunal de Justiça mantenha-se na vanguarda”, frisou.

A presença da equipe do CNJ não interfere no curso normal dos trabalhos ou nos prazos processuais, que seguem normalmente. As inspeções do Conselho são realizadas anualmente em todo o Brasil mediante calendário previamente divulgado.

VISITAS – Depois da abertura no Pleno do TJRR, o ministro Humberto Martins seguiu para visitas nos fóruns Cível e Criminal, onde conheceu a estrutura disponível à população e as ações que são desenvolvidas em Roraima.

Ainda na tarde desta segunda-feira, dia 10, ele realizará atendimento ao público, visando receber as manifestações da população sobre a atuação do judiciário em Roraima.

Informações: Folha de Boa Vista

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here