@AprendendoemcasaBV – Especialista dá dicas de como manter a atenção das crianças durante as atividades

220

Desde o início de abril, a Prefeitura de Boa Vista disponibiliza diariamente atividades pedagógicas na página do Instagram @aprendendoemcasabv para os alunos da rede municipal. A proposta é que os estudantes continuem ampliando seus aprendizados mesmo durante a suspensão das aulas, por conta da pandemia do novo coronavírus.

Mas fazer as crianças estudarem em casa nem sempre é uma tarefa fácil para os pais. Por isso, é importante despertar o interesse delas nas atividades. Aqui vão algumas dicas de pedagogos para estabelecer uma rotina de aula no ambiente domiciliar.

A especialista em Educação Infantil e Ensino da Língua Portuguesa, Telma Marly Gomes, faz parte da equipe pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, que elabora as atividades do projeto. Ela dá dicas importantes aos pais de como desenvolver as tarefas em casa, sem muitas dificuldades.

“É importante que as famílias acompanhem a criança e que possam criar uma rotina para a realização das atividades, tornando esse momento agradável, prazeroso. As atividades precisam de um momento e um cantinho específico, para que possam ser feitas como forma de um desafio que a criança tenha que cumprir naquele dia, e como incentivo, [a criança] pode ganhar um parabéns, uma estrelinha para que se sinta motivada”, declarou.

As tarefas são simples, geralmente precisam apenas de um tempo de qualidade dos pais e de materiais didáticos como cadernos, folhas de papel, lápis de cor, lápis comum, hidrocor, tesoura e até materiais recicláveis de fácil acesso em casa. Tem brincadeiras e atividades de leitura e interação, com disposição de vídeos e livrinhos on-line.

Para a especialista, as atividades exercitam a autonomia das crianças de uma forma livre, relacionado ao fato de estarem no ambiente familiar. “Os resultados estão sendo muito positivos, as famílias têm interagido bastante nos grupos de WhatsApp, postando as devolutivas mesmo no Instagram. É perceptível a alegria e a receptividade das crianças no acompanhamento desse trabalho”, completou Telma.

Niciane Oliveira, de 34 anos, tem duas filhas matriculadas na rede municipal de ensino. A pequena Nathália, 3 anos, está na Casa Mãe do senador Hélio Campos, e Amanda, de 10 anos, é do 5° ano da Escola Luiz Canará. Para ela, o momento dos estudos vira diversão em casa.

“Essa experiência que estou tendo com elas em casa, está sendo muito boa, a gente acaba criando um laço afetivo maior ainda. Sempre procuro fazer as atividades mostrando empolgação, já que são lúdicas, se tornam bem mais fáceis. Eu conto histórias, eu danço, eu pulo, eu brinco. Essas atividades de certa forma estimulam a criatividade, melhoram o raciocínio das crianças e acabam despertando a imaginação delas”, declarou a mãe.

A página já tem quase 90 postagens. As atividades são específicas para cada modalidade de ensino, como Educação Infantil (Creche e Pré-Escola); Ensino Fundamental (1º ao 5º ano), Educação de Jovens e Adultos e Educação Especial. Além de atividades de Arte e Educação Física.

Tarefas diárias não são obrigatórias

É importante ressaltar que as atividades virtuais são extracurriculares e não substituirão a proposta curricular presencial. A página já conta com mais de 14 mil seguidores e está sendo atualizada diariamente, com exceção dos finais de semana e feriados. As atividades também estão disponíveis no site da prefeitura e compartilhadas em grupos de WhatsApp criados por professores e gestores das escolas e creches municipais.